Da série “Italiano com filme”, trago hoje cenas do filme La bellezza Collaterale (Beleza Oculta – título do filme no Brasil).

Você já viu esse filme?

La bellezza Collaterale é um filme lançado no final de 2016, onde conta a história de Howard, um publicitário bem-sucedido que sofre uma tragédia pessoal.

Para lidar com a dor, Howard passa a escrever cartas para destinatários um tanto peculiares: o amor, o tempo e a morte. E o impossível acontece: o universo passa a responder essas cartas, como forma de lhe ensinar o valor da vida.

Bem, o objetivo desta lição é treinar a compreensão oral, aprender novas expressões e treinar a pronúncia seguindo a transcrição dos diálogos.

Aprender italiano com filmes é uma ótima forma de aprendizado, pois podemos aprimorar a nossa compreensão oral, além de nos divertir no processo.

Então, vamos lá!

Como praticar da melhor forma?

1º Ouça pela primeira vez as cenas do filme La bellezza collaterale e se atente a pronúncia das palavras e vocabulários novos

2º Veja e ouça a cena novamente (agora com tradução)

3º Veja, ouça e repita (em voz alta) a cena algumas vezes

Pratique o terceiro passo pelo menos 3x, isso irá aumentar a sua compreensão, além de afiar a sua pronúncia!

.

#1 Ouça pela primeira vez e se atente a pronúncia das palavras e vocabulários novos

(La bellezza collaterale | Transcrição abaixo do vídeo).

.

Howard: Siamo qui per un contatto.

Howard:  Amore, tempo, morte.

Howard: Queste tre cose mettono in contatto ogni singolo essere umano sulla terra.

Howard: Desideriamo l’amore.

Howard: Vorremmo avere più tempo.

Howard: E temiamo la morte.

Madeline: Hai perso un figlio Howard?

Claire: Howard è un tipo brillante, criativo e carismatico, che un tempo amava la vita. Adesso la detesta.

Whit: Provo a parlargli, cerco un contatto ma è come se non ci fosse… e mi manca.

Sally: Scrive lettere.

Claire: A chi?

Sally: Howard non scrive lettere alle persone, lui scrive alle cose. Al tempo, all’amore, alla morte.

Simon: I bimbi scrivono al babbo natale, non per questo sono pazzi.

Claire: Non, è una cosa terapeutica.

Brigitte: A chi è scritto la lettera?

Howard: Ho scritto una lettera alla morte.

Brigitte: Molto piacere! Altrettanto, imagino.

Howard: No!

Brigitte: La gente scrive continuamente all’universo, quase nessuno riceve risposte personale, ma tu sì.

Howard: Non mi interessa.

Raffi: Io sono il tempo. Sono un regalo e tu lo butti via.

Howard: Tu penserai che sono pazzo ma intrattengo conversazione.

Amy: Io sono l’amore. Non cercare di vivere senza di me.

Howard: Io ti ho visto nei suoi occhi quando lei mi chiamava papà. E tu invece mi hai tradito.

Amy: Io sono la ragione di ogni cosa. Se riesce ad accettalo forse tornerai a vivere.

Brigitte: Interroga l’universo in cerca di risposte.

Raffi: Qui c’è in gioco infinitamente di più di quello che tu possa capire.

Madeline: Hai ricevuto un dono. Un profondo contatto con ogni cosa.

Madeline: Tu cercalo. Te l’assicuro… è lì! La bellezza collaterale.

.

#2 Veja e ouça as cenas de La bellezza collaterale novamente, agora com tradução

(La bellezza collaterale | Transcrição abaixo do vídeo)

.

Howard: Siamo qui per un contatto.

Howard: Estamos aqui para um contato.

Howard:  Amore, tempo, morte.

Howard: Amor, tempo, morte.

Howard: Queste tre cose mettono in contatto ogni singolo essere umano sulla Terra.

Howard: Essas três coisas conectam cada ser humano na Terra.

Howard: Desideriamo l’amore.

Howard: Desejamos o amor.

Howard: Vorremmo avere più tempo.

Howard: Gostaríamos de ter mais tempo.

Howard: E temiamo la morte.

Howard: E tememos a morte.

Madeline: Hai perso un figlio Howard?

Madeline: Você perdeu um filho Howard?

Claire: Howard è un tipo brillante, criativo e carismatico, che un tempo amava la vita. Adesso la detesta.

Claire: Howard é um tipo brilhante, criativo e carismático que já amou a vida. Agora ele a odeia.

Whit: Provo a parlargli, cerco un contatto ma è come se non ci fosse… e mi manca.

Whit: Tento falar com ele, procuro um contato, mas é como se ele não estivesse ali… e sinto falta dele.

Sally: Scrive lettere.

Sally: Escreve cartas.

Claire: A chi?

Claire: Para quem?

Sally: Howard non scrive lettere alle persone, lui scrive alle cose. Al tempo, all’amore, alla morte.

Sally: Howard não escreve cartas para as pessoas, ele escreve para as coisas. Ao tempo, ao amor, à morte.

Simon: I bimbi scrivono al babbo natale, non per questo sono pazzi.

Simon: As crianças escrevem para o Papai Noel, e não são loucas por isso.

Claire: Non, è una cosa terapeutica.

Claire: Não, é uma coisa terapêutica.

Brigitte: A chi è scritto la lettera?

Brigitte: Para quem escreveu a carta?

Howard: Ho scritto una lettera alla morte.

Howard: Escrevi uma carta para a morte.

Brigitte: Molto piacere! Altrettanto, imagino.

Brigitte: Muito satisfeito! Igualmente, imagino.

Howard: No!

Howard: Não!

Brigitte: La gente scrive continuamente all’universo, quase nessuno riceve risposte personale, ma tu sì.

Brigitte: As pessoas estão constantemente escrevendo para o universo, quase ninguém recebe respostas pessoais, mas você sim.

Howard: Non mi interessa.

Howard: Não me interessa.

Raffi: Io sono il tempo. Sono un regalo e tu lo butti via.

Raffi: Eu sou o tempo. Sou um presente e você o joga fora.

Howard: Tu penserai che sono pazzo ma intrattengo conversazioni.

Howard: Você vai pensar que sou louco, mas ando tendo algumas conversas.

Amy: Io sono l’amore. Non cercare di vivere senza di me.

Amy: Eu sou o amor. Não tente viver sem mim.

Howard: Io ti ho visto nei suoi occhi quando lei mi chiamava papà. E tu invece mi hai tradito.

Howard: Eu vi você nos olhos dela quando ela me chamou de papai. Mas você me traiu.

Amy: Io sono la ragione di ogni cosa. Se riesce ad accettalo forse tornerai a vivere.

Amy: Eu sou a razão de tudo. Se você conseguir aceitar isso, talvez você volte a viver.

Brigitte: Interroga l’universo in cerca di risposte.

Brigitte: Questiona o universo em busca de respostas.

Raffi: Qui c’è in gioco infinitamente di più di quello che tu possa capire.

Raffi: Há infinitamente mais em jogo aqui do que você pode entender.

Madeline: Hai ricevuto un dono. Un profondo contatto con ogni cosa.

Madeline: Você recebeu um dom. Um contato profundo com tudo.

Madeline: Tu cercalo. Te l’assicuro… è lì! La bellezza collaterale.

Madeline: Procura por isso. Te garanto… está aí! A beleza colateral.

.

#3 Veja, ouça e repita (em voz alta) as cenas algumas vezes

Pratique esse terceiro passo pelo menos 3x, isso irá aumentar a sua compreensão, além de afiar a sua pronúncia!

.

Howard: Siamo qui per un contatto.

Howard:  Amore, tempo, morte.

Howard: Queste tre cose mettono in contatto ogni singolo essere umano sulla terra.

Howard: Desideriamo l’amore.

Howard: Vorremmo avere più tempo.

Howard: E temiamo la morte.

Madeline: Hai perso un figlio Howard?

Claire: Howard è un tipo brillante, criativo e carismatico, che un tempo amava la vita. Adesso la detesta.

Whit: Provo a parlargli, cerco un contatto ma è come se non ci fosse… e mi manca.

Sally: Scrive lettere.

Claire: A chi?

Sally: Howard non scrive lettere alle persone, lui scrive alle cose. Al tempo, all’amore, alla morte.

Simon: I bimbi scrivono al babbo natale, non per questo sono pazzi.

Claire: Non, è una cosa terapeutica.

Brigitte: A chi è scritto la lettera?

Howard: Ho scritto una lettera alla morte.

Brigitte: Molto piacere! Altrettanto, imagino.

Howard: No!

Brigitte: La gente scrive continuamente all’universo, quase nessuno riceve risposte personale, ma tu sì.

Howard: Non mi interessa.

Raffi: Io sono il tempo. Sono un regalo e tu lo butti via.

Howard: Tu penserai che sono pazzo ma intrattengo conversazione.

Amy: Io sono l’amore. Non cercare di vivere senza di me.

Howard: Io ti ho visto nei suoi occhi quando lei mi chiamava papà. E tu invece mi hai tradito.

Amy: Io sono la ragione di ogni cosa. Se riesce ad accettalo forse tornerai a vivere.

Brigitte: Interroga l’universo in cerca di risposte.

Raffi: Qui c’è in gioco infinitamente di più di quello che tu possa capire.

Madeline: Hai ricevuto un dono. Un profondo contatto con ogni cosa.

Madeline: Tu cercalo. Te l’assicuro… è lì! La bellezza collaterale.

.

E aí, o que achou do filme La bellezza collaterale?

Você já assistiu esse filme? Se você gosta de filmes de tocar o coração, tenho certeza que irá amar esse filme.

E já reserve alguns lenços antes, pois é impossível não se emocionar.

Aproveite este vídeo e o veja quantas vezes quiser para praticar.

Aliás, aprendeu algum vocabulário novo? O que achou desta lição? Compartilhe comigo aqui nos comentários abaixo…

Ci vediamo!

.


Priscilla Moraes
Priscilla Moraes

Olá! Eu sou a Priscilla, professora de italiano e criadora do “Italiano com a Priscilla”. Acredito que você seja apaixonado pela cultura e pela língua italiana assim como eu! Desenvolvi um método para tornar possível o ensino do italiano de uma maneira mais clara, fácil e natural. Sono felice di averti qui ; )

    6 replies to "La bellezza Collaterale"

    • José Guilherme Calil Maia

      Muito legal o filme, tema interessante e tem um vocabulário fácil de compreender. Parabéns!

      • Priscilla Moraes

        Ciao José!
        Fico feliz que tenha gostado. Grazie mille!

    • Luciana Castilho

      Vou assistir ao filme inteiro. Estou treinando bastante assistindo o canal italiano na NET.

      Obrigada pelas aulas

      • Priscilla Moraes

        Ciao Luciana, que legal que irá assistir ao filme completo, a história é muito bonita 🙂
        Abbraccio

    • Jovenil Soares Da Silva

      O filme aborda um lado humano e realista de uma personalidade. E que sensibiliza a quem o assiste .O diálogo proporciona mais um aprendizado no vocabulário. Muito interessante! Grazie millle !

      • Priscilla Moraes

        Ciao Jovenil!
        Sim, aborda questões muito profundas e nos leva a refletir e nos sensibilizar pelo personagem. Fico feliz que tenha gostado. Abbraccio!

Deixe seu Comentário

Compartilhe comigo o que achou desta lição!