Hoje, em nossa série de músicas italianas eu trago um clássico inesquecível “Nel blu dipinto di blu”, conhecida popularmente como “Volare” de Domenico Modugno e Franco Migliacci.

Apresentada pela primeira vez no Festival de Sanremo de 1958, foi vencedora desta edição e, a partir daí, alcançou sucesso mundial, se tornando uma das músicas italianas mais famosas do mundo.

Esta versão de Domenico Modugno recebeu diversos prêmios mundiais, entre eles o Grammy Award de música do ano e disco do ano, em 1959.

Apesar dos anos, esta música atravessou o tempo e continua sendo uma grande referência da música italiana mundo afora.

Se você é apaixonado pela cultura italiana, provavelmente já deve ter ouvido essa bela música…

Hoje vamos nos aprofundar nela, mas não apenas ver a sua tradução, mas também sua origem, com algumas curiosidades históricas!

Antes de continuar, vamos dar uma olhada na letra?

Aperte o play no vídeo do Youtube para que você possa acompanhar!

.

Volare – Nel blu dipinto di blu

Penso che un sogno così non ritorni mai più

Eu acho que um sonho como esse nunca mais retorna

Mi dipingevo le mani e la faccia di blu

Eu pintei as mãos e o rosto de azul

Poi d’improvviso venivo dal vento rapito

Então, de repente, fui sequestrado pelo vento

E incominciavo a volare nel cielo infinito

E começava a voar no céu infinito

.

Volare, oh oh

Voar, oh oh

Cantare, oh oh oh oh

Cantar, oh oh oh oh

Nel blu dipinto di blu

No azul pintado de azul

Felice di stare lassù

Feliz por estar lá em cima

.

E volavo, volavo, felice

E voava, voava, feliz

Più in alto del sole ed ancora più su

Mais alto do que o sol e ainda mais alto

Mentre il mondo pian piano spariva lontano laggiù

Enquanto o mundo lentamente desaparecia longe lá embaixo

Una musica dolce suonava soltanto per me

Uma música suave tocava só para mim

.

Volare, oh oh

Voar, oh oh

Cantare, oh oh oh oh

Cantar, oh oh oh oh

Nel blu dipinto di blu

No azul pintado de azul

Felice di stare lassù

Feliz por estar lá em cima

.

Ma tutti i sogni nell’alba svaniscon perché

Mas todos os sonhos ao amanhecer desaparecem porque

Quando tramonta la luna li porta con se

Quando a lua se põe, ela os leva consigo

Ma io continuo a sognare negli occhi tuoi belli

Mas eu continuo a sonhar em seus olhos lindos

Che sono blu come un cielo trapunto di stelle

Que são azuis como um céu repleto de estrelas

.

Volare, oh oh

Voar, oh oh

Cantare, oh oh oh oh

Cantar, oh oh oh oh

Nel blu degli occhi tuoi blu

No azul dos seus olhos azuis

Felice di stare quaggiù

Feliz por estar aqui embaixo

.

E continuo a volare felice

E continuo a voar feliz

Più in alto del sole ed ancora più su

Mais alto que o sol e ainda mais alto

Mentre il mondo pian piano scompare negli occhi tuoi blu

Enquanto o mundo desaparece lentamente em seus olhos azuis

La tua voce è una musica dolce che suona per me

Sua voz é uma música suave que toca para mim

.

Volare, oh oh

Voar, oh oh

Cantare, oh oh oh oh

Cantar, oh oh oh oh

Nel blu degli occhi tuoi blu

No azul de seus olhos azuis

Felice di stare quaggiù

Feliz por estar aqui embaixo

.

Nel blu dipinto di blu

No azul pintado de azul

Felice di stare quaggiù

Feliz por estar aqui embaixo

Nel blu degli occhi tuoi blu

No azul de seus olhos azuis

Felice di stare quaggiù

Feliz por estar aqui embaixo

Con te

Com você

.

Volare – Contexto histórico

Volare Modugno - Volare – Nel blu dipinto di blu

A música Volare representa um ponto de ruptura da música tradicional italiana, o início de uma nova era, com influências do swing da cultura americana.

Ela é considerada um divisor de águas, um daqueles momentos que marcam um antes e um depois.

A Itália, naqueles dias, estava apenas aquecendo os motores do boom econômico.

Ainda era um país preto e branco, mas havia a necessidade de uma faísca, uma visão capaz de revelar algo maior. Grandes transformações estavam por vir.

Nel blu dipinto di blu – No azul pintado de azul

O azul era um sinal perfeito: o céu, o voo, a cor, uma libertação surreal e instantânea proposta por um rosto bonito e atrevido do sul da Itália…

com um smoking branco, os braços abertos por uma onda de exuberância generosa, um sorriso que não permitiu argumentos.

Com os braços abertos, Modugno transformou aquela imagem do voo em um grito libertador ao qual todo país se uniu como que por mágica. A Itália poderia finalmente decolar.

O triunfo foi imediato, explosivo. A música possuía uma energia contagiosa e, por mais estranha que fosse, era reconhecida por todos, até pelo público mais tradicional.

Era o novo que todos precisavam, mesmo sem saber.

Em um curtíssimo espaço de tempo ela já estava nos lábios de todos. E não apenas na Itália, mas no mundo todo.

.

Volare – Um sonho que se torna realidade

Volare Nel blue - Volare – Nel blu dipinto di blu
Le coq rouge dans la nuit – Marc Chagall

“No azul pintado de azul” é a história de um sonho, como os próprios autores confirmaram em entrevistas.

Por mais incrível que pareça “Volare” é o primeiro texto escrito por Migliacci.

Tudo começou em um domingo quente de julho de 1957. Migliacci havia tomado uma garrafa de Chianti e adormeceu.

Ao acordar, ainda sonolento e atordoado pela ressaca, viu a pintura “Le coq rouge dans la nuit” de Marc Chagall que estava na parede oposta à cama.

A obra mostrava um homem voando e uma figura pintada de azul.

Nesse momento, começou a sonhar acordado e jogou alguns versos:

“Eu me pintei de azul, me vesti de azul, para combinar com o céu e voava em direção ao sol, voava feliz, no azul pintado de azul”.

Na mesma noite mostrou os versos para Modugno, que por algum tempo já havia lhe pedido que escrevesse versos para uma música.

Ao ver esse primeiro rascunho reconheceu imediatamente o horizonte do sucesso.

Modugno continuou a trabalhar no texto por meses, aos quais o famoso refrão veio à mente uma manhã em sua casa, quando uma rajada de vento abriu sua janela e ele se levantou para fechá-la.

Olhando para fora, instintivamente, gritou: “Voe!”. Ele imediatamente percebeu que era exatamente o que precisava para o refrão de sua música.

A composição estava completa, retratando o significado de liberdade que desejavam expressar.

Depois de meses trabalhando no texto que veio de um sonho, estavam prontos para o grande dia da apresentação.

Um dia que ficará marcado para sempre na história, eternizado pela estátua de Modugno com os braços abertos na cidade Polignano a Mare na região da Puglia no sul da Itália onde nasceu.

Volare statue 1024x593 - Volare – Nel blu dipinto di blu

.

Curtiu?

Quanta história e significado tem essa música, não é mesmo?! Além de representar um ponto de virada nas músicas italianas.

Aprender italiano com músicas é uma ótima opção para expandir o seu vocabulário, além de conhecer mais sobre a história e cultura italiana.

Aproveite esta música e escute ela quantas vezes você quiser para praticar!

E aí, gostou da música e das curiosidades de hoje? Compartilhe comigo abaixo nos comentários o que achou! Vou adorar ver o seu comentário ; )

Ci vediamo!

.


Priscilla Moraes
Priscilla Moraes

Olá! Eu sou a Priscilla, professora de italiano e criadora do “Italiano com a Priscilla”. Acredito que você seja apaixonado pela cultura e pela língua italiana assim como eu! Desenvolvi um método para tornar possível o ensino do italiano de uma maneira mais clara, fácil e natural. Sono felice di averti qui ; )

    11 replies to "Volare – Nel blu dipinto di blu"

    • Rair Sartori

      Molto bene! Ho capisco tutto! Bellíssimo!

    • Williams

      Gostei da música sim,quer dizer gosto dela,já a conhecia.gostei mais da curiosidade,da história que você expôs aqui,Bellissimo,Bellissima história de como veio existir essa canção é mais ainda de como a Itália renasceu com a música, aliás é verdadeiramente a terra do Renascimento né o país da bota,é mesmo apaixonante a Itália como sua arte,lingua e cultura. La maravilhosa Itália.

      • Priscilla Moraes

        Ciao Williams!
        Sim, a Itália é maravilhosa, um país rico de cultura e arte, com inúmeras obras-prima, como essa bela música, que atravessam o tempo e gerações. Fico feliz que tenha gostado. Grazie mille!

    • Marinilza Alves Adorno

      Eu amo essa música. Fiz uma viagem a Itália em 2017, era o desejo de minha mãe, porém ela tinha sofrido um pequeno Avc e fomos apreensivas e com muito medo, eu, mãe, irmã e sobrinha Me lembro que no avião a companhia aérea tocava essa música de fundi, bem suave … Era perfeito e apaixonante. Linda música, melhor recordação da Itália

      • Priscilla Moraes

        Ciao Marinilza, que legal saber que deu tudo certo com a viagem de vocês.
        Essa música é realmente muito bela, fico feliz em ter te lembrado desse momento tão especial!
        Abbraccio
        Priscilla

    • Pétrus Pozzolini

      Adoooorooo essa música!
      Antigamente a ouvia,era contagiante o ritmo e o estilo, sem entender nada do que se falava.
      Agora,com essas aulas,já vai dando pra entender algumas coisas e cada vez que a ouço,mais eu vou entendendo.
      Grazie Priscila,mui bene!

      • Priscilla Moraes

        Ciao Pétrus, eu também adoro essa música ela é muito contagiante!
        Fiquei muito feliz em saber que já está conseguindo entender algumas coisas.
        É isso aí, continue estudando.
        Abbraccio

    • Maria Cacilda Lopes Pereira

      Priscilla, vc consegue dar uma aula completa de história, arte, literatura e língua.
      Estou apaixonada

    • Juliana Lima de Souza Guerra

      Me peace molto a Itália . Grazie per informazione . Volare una canzione Molto bella😘

    • Claudia cunha de Castro silva

      Amei a história desta linda musica italiana interpretada por vários cantores,letra maravilhosa ,moro de vontade de conhecer a Itália,afinal sou bisneta de italiano,como não tenho condições no momentom irei me co tentando com as lindas histórias e documentários maravilhosos👏👏👏👏🥰

      • Priscilla Moraes

        Ciao Claudia!
        Sim, é realmente linda, com muitos significados por trás. Que legal saber que tem origens italianas e gosta de se conectar através da cultura, é uma cultura riquíssima. Un abbraccio 🙂

Deixe seu Comentário

Compartilhe comigo o que achou desta lição!